Segunda, 16 Setembro 2019

NERBA - Associação Empresarial - Apresentação do Projeto Formação - Ação «Melhor Turismo 2020» do NERBA

Apresentação do Projeto

 

Projeto Formação-Ação «Melhor Turismo 2020» do NERBA

 

 Sistema de Incentivos COMPETE 2020 – Projetos Conjuntos - Formação-ação (aviso 05/SI/2016) 

 

 

 

 

Objectivo

O NERBA Associação Empresarial do Distrito de Bragança executa o Programa Melhor Turismo 2020, Projecto de Formação-ação | consultoria para PME que visa o reforço da capacidade competitiva das empresas e a promoção do emprego no setor do Turismo, concentrando a sua ação no apoio à consolidação e qualificação do tecido empresarial do setor. 

Áreas Temáticas a abranger - B - Ciclo Temático

Qualificar as empresas do Turismo dotando-as de competências em áreas críticas/ relevantes para o desenvolvimento, modernização e reforço de competitividade do setor.

Domínios de intervenção:

  1. Marketing e gestão de canais on-line
  2. Comunicação em língua estrangeira

A empresa deverá optar por um destes domínios de intervenção.

Data

Data de candidatura 01 Abril de 2016

Notificação da decisão de aprovação 12 julho de 2016

Data de início do projeto 21-01-2017

Data de fim do projeto 06-02-2018

Âmbito Satorial

Apenas são elegíveis os projetos inseridos nas atividades económicas abrangidas nas seguintes CAE – Rev.3:

55 – Alojamento;

56 – Restauração e similares;

77 – Atividades de Alugueres de veículos e outros meios de transporte diretamente relacionados com a atividade turística;

79 – Agências de viagem, operadores turísticos, outros serviços de reservas e atividades relacionadas;

82 – Atividades de serviços administrativos e de apoio prestados às empresas

91 – Atividades das bibliotecas, arquivos, museus e outras atividades culturais;

93 – Atividades desportivas, de diversão e recreativas

96 – Outras atividades de serviços pessoais.

É requisito base que cada projeto vise a produção de bens e serviços transacionáveis e internacionalizáveis e não diga respeito a serviços de interesse económico geral.

Benefícios para as empresas

A intervenção na empresa implica concretizar um diagnóstico que sustente a formulação do plano de ação e um relatório que evidencie a avaliação de todo o processo formativo.

O modelo de intervenção previsto privilegia a inovação face aos modelos tradicionais de formação, onde pontifica a formação em grupo, em sala de aula, sendo orientado para resolução de problemas concretos das empresas. Privilegia-se a atuação em contexto de trabalho, com total centralidade na vertente de desenvolvimento de competências e valorizando a sua contextualização no ambiente de trabalho e na resposta aos problemas identificados.

Fase: Diagnóstico:

Situa os problemas que se colocam à estratégia de desenvolvimento da empresa consoante os seus objetivos estratégicos. Constitui a base orientadora do plano de ação, da formação e também da avaliação. É nesta fase que são definidos os domínios de intervenção (entre os previstos), a abordar em cada PME. 

Fase: Plano de ação:

Estabelece o referencial estratégico do projeto formativo definindo os problemas a resolver e os objetivos a atingir em termos de desenvolvimento de competências, de evolução organizativa e de performance da empresa.

Fase: Formação:

Constitui o passo central do processo e articula-se a formação em contexto de trabalho (componente de consultoria) com a formação em sala e outras formas alternativas de desenvolvimento de competências, como por exemplo workshops e seminários.

Fase: Avaliação

Transversal a todo o programa, dá resposta à necessidade de aferir o grau de realização dos projetos e o nível de resultados alcançados. A avaliação foca-se na verificação do grau de cumprimento do plano de ação, nomeadamente no que se refere à realização das atividades previstas e ao desenvolvimento das competências identificadas.

Público Alvo

Empresas até 50 trabalhadores. Poderão ser apoiados projetos formativos em empresas com mais de 50 trabalhadores, em função da relevância do projeto, e no caso de não terem um volume de negócios superior a 2 milhões de euros. 

Duração do Domínio de Intervenção

 

PME até 50 trabalhadores

PME até 50 trabalhadores   Ciclo Temático
  Horas/empresa
Formação intra ou inter empresa   75
Consultoria (on the job) Diagnóstico   50
Plano de ação  
Avaliação  
  Total de horas   125

 

Cada empresa pode envolver até 3 trabalhadores. Cada trabalhador tem de completar todo o percurso formativo (componente de formação e componente de consultoria de acordo com a carga horária da temática onde se insere.

Investimento | Incentivo | Contribuição privada

  Duração Horas Investimento Incentivo Contribuição Privada
Ciclo Temático 175 4.428,00 3.985,00 442,80 

Envio dos Documentos de inscrição para NERBA-AE até 12/12/2016

Lista de documentos de inscrição Melhor Turismo 2020:

  1. Acordo de pré-adesão (em duplicado).
  2. Certificado de PME.
  3. Certidão permanente/início da atividade.
  4. Declaração da confirmativada situação tributária e contributiva regularizada perante a administração fiscal e a segurança social.
  5. IES do ano de 2015.
  6. Declarar que não se trata de uma empresa sujeita a uma injunção de recuperação, ainda pendente, na sequência de uma decisão anterior da Comissão que declara um auxílio ilegal e incompatível com o mercado interno, conforme previsto na alínea a) do n.º 4 do artigo 1.º do Regulamento (UE) n.º 651/2014
  7. Declarar que tem a situação regularizada em matéria de reposições, no âmbito dos financiamentos dos FEEI.

Acordo Pré-Adesão

barra compete2020.fw

Siga-nos